CHAVISMO: democracia ou ditadura?

08/03/2013 15:34

                     

 Faleceu esta semana o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. E a pergunta que não quer calar na imprensa e no mundo todo: o regime bolivariano sobreviverá sem Chávez?  Peraí, "regime" ? Oi? Como? 

 Mas é assim que saiu estampado nas manchetes de todo o mundo. E fiquei a me perguntar: regime? Lá eles votam e tudo o mais. Claro que fui pesquisar. Vamos aos resultados...

 Sabemos que a Venezuela é uma grande produtora de Petróleo e que a situação sócioeconômica do país não é lá das melhores mas, acreditem, já foi bem pior. Antes do regime de Hugo Chávez, mundialmente conhecido como "chavismo", o país apresentava índices de pobreza alarmantes e hoje eles são bem menores.

 Não estou defendendo o Hugo Chávez, tampouco a ditadura ou a forma como ele usou algumas opções da democracia para implantar seu regime bolivariano (derivado de Simon Bolívar, o herói venezuelano). Apenas estou refletindo se não há algumas ditaduras que dão certo. 

 Percebam que Hugo Chávez foi eleito em uma época que o país era dominado por uma elite petrolífera muito forte e pequena, onde a maioria da população (que era e ainda é pobre) não tinha voz ativa nem quem a representasse. Usando do bom e velho "gogó", o Chávez conseguiu se eleger e representar esta camada e aos poucos foi implantando seu regime ditatorial.

 Notem também que após a primeira eleição do Chávez a situação econômico-social do país melhorou e a renda per capita também. Claro que aí entramos num contexto mundial favorável, pois os anos 90 das altas inflações já se foram e o dólar conseguia circular com mais facilidade no comércio mundial.

 Digamos que ele se valeu de alguns instrumentos da democracia para implantar sua ditadura. Deu a opção de voto e a camada popular pode, finalmente, ser ouvida e ganhou! Mas as características comunistas não lhe abandonaram: uniformes vermelhos, discursos longos, boa lábia em tais discursos polítcos, aclamação e adoração do público, refez a constituição e criou outra, censurou os meios de comunicação e fazia programas de televisão por horas quase que sem fim para que o povo se sentisse mais próximo dele. 

  Foi um regime ditatorial. A mídia não errou em colocar "regime bolivariano", mas nós é que não devemos achar que foi de todo ruim. As condições de vida da camada popular mais baixa melhorou e das demais também, ele só teve a coragem de peitar aquela elite petrolífera que dominava e depois ter pulso firme e mãos de ferro para segurar as rédeas do seu povo. Se é certo ou errado, fique a encargo de quem ler este texto e já tiver estudado alguma coisa sobre regimes ditatorias mas tiver o bom senso de igualdade social.